segunda-feira, 7 de novembro de 2016

As dez fases do sofrimento de Cristo (parte 3)




Está escrito: " Ele foi oprimido e afligido; e, contudo não abriu a boca; como um cordeiro foi levado para o matadouro, e como ovelha que diante dos seus tosquiadores fica calada, ele não abriu a sua boca." ( Isaías 53:7).
Queridos, Jesus fez tudo por amor e para nos resgatar do inferno. Ele tornou-se fonte de salvação para todos os que creem  como está escrito: " Embora sendo Filho,ele aprendeu a obedecer por meio daquilo que sofreu;e,uma vez aperfeiçoado, tornou-se fonte de salvação eterna para todos os que lhe obedecem," (Hebreus 5:8-9).
Somente há salvação em Yeshua (Jesus); sem Ele não estamos salvos. Só há um mediador entre Deus e os homens: Jesus Cristo, Aleluia!

                                                          Eis o Homem 
Depois de ser açoitado, Pilatos apresentou Jesus à multidão e disse: Eis o homem. Os chefes dos sacerdotes gritavam: crucifica-O. Mas Pilatos respondeu: levem vocês mesmo. E os judeus responderam:
"Temos uma lei e, de acordo com essa lei,ele deve morrer porque se declarou Filho de Deus."( João 19:7). Jesus ferido, ficou muito tempo de pé; sem comer, beber estava ali sendo humilhado pelos judeus e por Pilatos. E mesmo assim, ficou calado e apenas respondeu o seguinte para o Pôncio: "Não terias nenhuma autoridade sobre mim, se esta não fosse dada de cima. Por isso, aquele que me entregou a ti é culpado de um pecado maior." ( João 19: 11). Ele encontrou forças para responder a Pilatos.
                                                         A Crucificação

Quando Pilatos entregou - O para ser crucificado, colocaram em seus ombros o braço horizontal da cruz, que pesa 50 quilos. A estaca vertical já estava plantada sobre o calvário. Jesus caminha com os pés descalços pelas ruas de terreno irregular, cheias de pedregulhos. Os soldados o puxam com as cordas. O percurso é de cerca de 600 metros.
Já fadigado, o Senhor arrasta um pé após outro, frequentemente cai sobre os joelhos. Seus ombros estão cobertos de chagas. Quando Jesus cai por terra, a viga lhe escapa, escorrega e lhe esfola o dorso. Finalmente, para ganhar tempo, os soldados escolhem um homem na multidão. Simão, o cireneu, que vinha do campo, e puseram-lhe a estaca sobre suas costas, para que ele levasse após  Jesus (ver Lucas: 23:26).

Ele foi como um cordeiro mudo, ficou calado recebendo os açoites no caminho do calvário, quando não conseguiu mais andar, os soldados colocaram nas costas de Simão de Cirene.
Cirene ficava na costa da África do Norte e tinha sido fundada como uma colônia grega por volta de 600 anos antes de Cristo. Quando essa comunidade grega foi entregue aos romanos, acolheu uma grande quantidade de judeus. a população judaica dessa província romana era tão significativa, que Jerusalém tinha o orgulho de ter uma "Sinagoga dos Libertos" para os visitantes de Cirene e para outros estados livres.

Simão era o pai de Alexandre e de Rufo ( Marcos 15:21). Uma coisa é certa: Simão viu face a face do Salvador crucificado. E por que será que esse homem foi lembrado?
Ele era impuro aos olhos do povo judeu, provavelmente estava em Jerusalém por causa da Páscoa e foi testemunha ocular do sofrimento e da crucificação do Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo(João 1:29).

Antes da crucificação, o cireneu era apenas uma figura obscura e pecador pois: "Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus"(Romanos 3:23). Era um perdido, pecador, condenado, incapaz de expiar os seus pecados, pois esse era o significado da Páscoa ( passagem da vida amarga e de escravidão para a liberdade). Após a cruz, as coisas mudaram; por meio da graça de Deus, manifestado no sangue de Cristo, fomos purificados e reconciliados com Deus. "Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criatura. As coisas velhas se passaram; eis que tudo se fez novo!" ( 2 Coríntios 5:17).

Pela fé, Simão foi remido dos pecados, assim como cada um de nós que éramos figura obscura, sem uma projeção; mas Jesus tirou nosso nome do inferno e colocou no Livro da Vida. Por meio desse sacrifício, temos todas as bençãos espirituais em Cristo: " Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bençãos espirituais nas regiões celestiais em Cristo." ( Efésios 1: 3).

Amados, além da salvação, temos a paz, a alegria ( que são frutos do Espirito Santo), temos a prosperidade, temos saúde,pois Jesus levou na cruz do Calvário todas as nossas dores e enfermidades, Somos livres da depressão, da miséria, dos problemas familiares, conjugais, das crises existenciais ( pois o Espírito Santo nos convence do pecado, da justiça e do juízo) e não temos tais crises pois somos Filhos de Deus em Cristo Jesus. ALELUIA!
Que Jesus vos abençoe!
Pr. Weliton Santos.  



Nenhum comentário:

Postar um comentário