sábado, 4 de fevereiro de 2012

A política baiana e brasileira





A paz queridos amigos e leitores deste blog que Jesus derrame as mais ricas bençãos na vida de cada um de vocês. Fiquei estarrecido ao saber do que está acontecendo na Bahia: greve dos policiais militares, ainda que uma parcela de policiais estão nas ruas. O Estado é governado pelo PT ( Partido dos Trabalhadores) por meio do governador Jacques Wagner, que está em seu segundo mandato.

Em 2001, o Brasil presenciou a mais absurda greve entre policiais militares e civis no estado baiano e quem governava era César Borges (PFL); nesta época, o ex- presidente Lula, Wagner, PT & Cia, falavam dos salários "mixos" que os policiais recebiam e de uma mudança emrgencial no governo baiano e brasileiro. Onze anos se passaram e o mesmo descaso ocorre na Bahia com os salários dos profissionais da segurança pública, professores, concursos do REDA (Regime Especial de Direito Administrativo)que duram dois anos e o atual governo disse que aboliria tal absurdo, pura conversa!

Apesar de morar em São Paulo, não concordar com as políticas do PSDB, percebo que nos concursos públicos aqui realizados são de regime celetista ou estatutário e, em menor quantidade, sob Regime Especial. Neste sábado 04/02/2012, ao ler o notíciário e buscar em vários meios de comunicação,notícias sobre 'minha Bahia', percebo o cúmulo da hipocrisia: governador brigar com prefeito da capital baiana ao omitir um chamado deste; o prefeito por sua vez, estar na "Cidade Maravilhosa" passeando e bronzeando-se, num jogo de 'faz de conta que vou ter informações sobre transporte público'.

Um colega de trabalho, que morou anos na Europa - e atualmente mora no Brasil-disse que o nosso país não tem mais jeito. Ao perguntá-lo sobre o motivo de retornar ao Brasil, ele respondeu de forma sarcástica: aqui é a casa da mãe Joana - expressão que significa descaso, desorganização, libertinagem e corrupção-;concordo em parte com ele, percebo descaso em nível municipal,estadual e federal. Se a Constituição Brasileira realmente fosse cumprida, muitos políticos estariam atrás das grades, os governantes não iriam focar apenas nos "umbigos" e nos parentes, mas trabalharia com objetivo de bem comum.

Bem governantes,deixo para vocês a seguinte reflexão: como um país que permite a greve de profissionais da segurança pública, pagar mal aos professores, exclui os menos favorecidos e agem com hipocrisia perante aqueles que o colocaram no poder sediar a Copa do Mundo em 2014 e as Olimpíadas em 2016? Pensem nisso e, povo brasileiro, faça uma reflexão de quem colocará no poder nas próximas eleições. Enquanto a mim, continuarei orando pela 'minha Bahia' e pedindo ao Senhor Deus pelo Brasil.

Que Deus abençoe a todos!
Pr. weliton Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário