sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

A teoria que os ateus, comunistas e integrantes do Partido dos Trabalhadores (PT) acreditam.Final

Paz e graça a todos os leitores do blog. Ajudem nosso ministério com oferta de trinta reais e mande o comprovante escaneado e endereço correto para o seguinte e-mail: welsi@oi.com.br O Banco é: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL – AGÊNCIA 1019 – OP. 013- CONTA 1789-0. Caso enviando seu depósito de R$ 30, 00 enviarei o meu CD Minha Fortaleza para todo o Brasil e, vocês estarão ajudando o Ministério da Igreja Batista Casa de Deus – Ministério Salvador. Dando continuidade ao estudo, qual o objetivo de Tylor e dos ateus em relação a tal teoria? Em primeiro lugar, não havia mais nada de encoberto sobre a origem das religiões pois a teoria evolucionista já tinha explicado tudo; segundo, desde que o monoteísmo marcou estágio final da evolução da religião, esta chegara a uma rua sem saída. Terceiro, novos desenvolvimentos da sociedade humana já estavam determinando o próximo passo a ser dado pelos evolucionistas: abandonar a religião com o seu Deus, deuses ou espíritos agora extintos. Em 1898, ocorreu um fato interessante: o discípulo favorito de Tylor, Andrew Lang, aceitou ler um relatório missionário, enviado de uma região distante às igrejas que o sustentavam em sua pátria. O missionário contou que habitantes primitivos de uma região mais remota do planeta já reconheciam a existência de um Deus Criador, mesmo antes da chegada dos missionários. Através de todo o seu trabalho, Schimidt fala repetidamente, sobre a tendência dos eruditos de ignorarem ou desacreditarem o fenômeno do deus dos céus. Somente em 1922, surgiu a primeira monografia científica sobre o assunto. Pelo menos aos olhos de Schimidt, as teorias evolucionistas de Tylor pareceram estranhas devido a esse denominador comum de indiferença entre os estudiosos diante de uma única linha de pesquisa que eles aparentemente julgavam que não suportaria uma explicação evolutiva. O próprio Wilhelm Schimidt, se lançou num dos projetos de pesquisa mais extensos já empreendidos por um único indivíduo: ele começou a pesquisar e documentar as teorias de Lang em favor do monoteísmo nativo. Em 1912, (ano da morte de Lang), Schimidt publicou Ursprung Der Gottesidee ( A Origem do conceito de Deus) de que o monoteísmo era praticamente universal colocando o fim a teoria de Tylor. Entretanto, antes da queda da teoria de Tylor, muitos estudiosos aplicaram suas ideias em diversos setores tais como liberalismo, comunismo e nazismo. Ainda hoje, faculdades com tendências comunistas usam como verdade absoluta teorias evolucionistas que caíram no ostracismo e que nada valem sobre a origem das religiões. Pois graças a Andrew Lang e Schimidt teorias absurdas foram frustradas e caídas no esquecimento. Creio que Deus usou estes dois homens ao ler os documentos e escritos missionários da crença universal de um Deus Supremo. Como está escrito: "Diz o tolo em seu coração Deus não existe..." (Salmos 14:1A). Veja que, as pessoas que não acreditam em Deus como Ser Supremo, cometem as piores barbaridades, são corruptas e desumanas, vendo o homem e mulher como coisas e não como imagem e semelhança de Deus. Deus abençoe a todos! Pr. Weliton Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário