domingo, 9 de outubro de 2016

As dez maiores descobertas da arqueologia bíblica em Israel


Paz meus amados.
Estaremos começando uma série de estudos sobre a arqueologia bíblica.
As dez maiores descobertas da arqueologia bíblica, mostra a veracidade da Palavra de Deus. Jesus disse: "Os céus e a terra passarão, mas as minhas Palavras não hão de passar." (Mateus 24:35).
A arqueologia bíblica mostra aos cientistas e ateus o quanto eles têm sido tolos. A primeira descoberta é:

1-   Os Manuscritos  do Mar Morto.

Em 1947,os primeiros manuscritos foram encontrados em uma caverna às margens do Mar Morto por um jovem beduíno que cuidava de um rebanho de ovelhas. A notícia do achado espalhou-se rapidamente após a venda e aquisição dos primeiros manuscritos. De imediato a comunidade científica interessou -se pelo achado a "École Biblique et Archéologique Française de Jerusalém" desenvolveu pesquisas em Qumran e arredores  desde o final da década de 40 até 1956. O chefe da equipe, no período de 1951 a 1956 foi o frei dominicano Roland Guérin de Vaux (1899- 1971).
Os pergaminhos do Mar Morto, ou os manuscritos do Mar Morto são uma coleção com cerca de 850 documentos (em pergaminho), incluindo  textos da Bíblia Hebraica ( Antigo Testamento), que foram descobertos entre 1947 e 1956 em 11 cavernas próximos de Qumran, uma fortaleza a noroeste  do Mar Morto em Israel (em tempos históricos, uma parte da Judéia). Eles foram escritos em Hebraico, Aramaico e grego,entre o século II a.C. e o primeiro século depois de Cristo.

Fonte e Imagens: Cafetorah



Nenhum comentário:

Postar um comentário