domingo, 29 de junho de 2014

Sete Eras da Igreja - Éfeso.



Paz e graça a todos os irmãos em Cristo; muitos dias sem novas postagens e isso me fez ver a necessidade de pregar a Palavra em todos os meios de comunicação que tivermos acesso e também a saudade que tive de todos os leitores (as). Estarei abordando sobre as 7 igrejas descritas no Livro de Apocalipse.

Elas estavam localizadas na Ásia Menor, atual Turquia. São: Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodicéia. Quando o apóstolo João recebeu a visão das 7 igrejas, ele estava exilado na Ilha de Patmos, por causa da Palavra do Senhor e tinha 85 anos.

Amados, Jesus é o Alfa (Princípio de Tudo) e o Ômega (consumação de tudo por meio da justiça e do juízo), conforme está escrito:

“Eu, João, que também sou vosso irmão, e companheiro na aflição, e no reino, e paciência de Jesus Cristo, estava na ilha chamada Patmos, por causa da palavra de Deus, e pelo testemunho de Jesus Cristo.
Eu fui arrebatado no Espírito no dia do Senhor, e ouvi detrás de mim uma grande voz, como de trombeta,
Que dizia: Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o derradeiro; e o que vês, escreve-o num livro, e envia-o às sete igrejas que estão na Ásia: a Éfeso, e a Esmirna, e a Pérgamo, e a Tiatira, e a Sardes, e a Filadélfia, e a Laodicéia.” Apocalipse 1:9-11.

Com tantas igrejas que existiam naquela época, por que será que o Senhor enviou a mensagem para essas?

A resposta é bem simples: as igrejas escolhidas representam um símbolo profético; percebe-se em suas localizações no mapa, formam um mundo. Representando assim, os sete períodos da igreja cristã. Cada carta tem Elogio, Reprovação, Conselho e Promessa. Exceção: Esmirna e Filadélfia.

Ao anjo da Igreja de Éfeso escreve: “Isto diz aquele que tem na sua destra as sete estrelas, que anda no meio dos sete castiçais de ouro:
Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova os que dizem ser apóstolos, e o não são, e tu os achaste mentirosos.
E sofreste, e tens paciência; e trabalhaste pelo meu nome, e não te cansaste.
Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.
Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres.
Tens, porém, isto: que odeias as obras dos nicolaítas, as quais eu também odeio.
Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus.”
Apocalipse 2:1-7.

 Éfeso era uma das cidades mais importantes da província romana da Ásia.Foi situada no mar Egeu e tinha duas estradas de ligação: uma seguindo pela costa e outra continuando pelo interior passando por Laodicéia. Tinha contato entre os dois lados do Império Romano: Europa e Ásia.

Segundo historiadores, sua população era entre 250 mil a 500 mil habitantes e era foco de adoração da deusa Artemis ou Diana.

A Igreja em Éfeso foi fundada no final da segunda viagem missionária de Paulo, que deixou Áquila e Priscila e corrigiram o entendimento incompleto de Apolo sobre o caminho do Senhor (Atos: 18:18-26). Na terceira viagem, Paulo voltou para Éfeso, onde pregou a Palavra por três anos (Atos 19: 1-41; 20: 31). Também deixou Timóteo para edificar os irmãos (1 Timóteo 1:3).

Em Éfeso, o apóstolo percebeu a necessidade de examinar e aceitar somente o que Deus havia revelado. Assim, Priscila e Áquila ajudaram a Apolo, Paulo advertiu os presbíteros do perigo de falsos mestres entre eles (Atos 20:29-31), e orientou Timóteo a admoestar os irmãos a não ensinarem outra doutrina ( I Timóteo 1:3-7).

A carta de Paulo aos efésios frisa a importância do amor (5:2), um tema frisado na carta do Apocalipse.

Éfeso era uma igreja que trabalhava, odiava a doutrina dos que se diziam apóstolos, mas não eram, odiavam as obras dos nicolaítas (aqueles que exerciam poder sobre o povo por ganância, vaidade e orgulho); ensinavam falsas doutrinas, toleravam a imoralidade sexual e a adoração de imagens.

O Senhor chama a Igreja para voltar à prática das primeiras obras, amor ao próximo, ajudar os órfãos e as viúvas e meditar na palavra de Deus e não em doutrinas falsas ou doutrinas humanas. Muitos vão atrás de homens nicolaítas que prendem o rebanho de Cristo e não dão um alimento saudável.

A Recompensa é: ao que vencer será dado o privilégio de comer da Árvore da Vida, aquela que se encontrava no Éden e viverá eternamente. Vencer significa perseverar no Caminho, ou seja, (obedecer a Palavra do Senhor, não ser iludido pelos nicolaítas, pelos falsos profetas e falsos apóstolos, homens que só pensam em ganhar dinheiro através das ovelhas; não cuidam, não servem e não ensinam os mandamentos de Deus, mas somente doutrinas humanas).
Éfeso representou o período apostólico 31-100 d.c.
 
Peço aos irmãos (ãs) para clicarem acima e doar para o nosso ministério missionário. Nosso objetivo é ganhar vidas para Jesus. Ou faça um depósito na Caixa Econômica Federal Agência 1019 Operação 013 Conta 1789-0.
Se doar uma oferta de R$ 20 reais ou mais, ganhará como muito obrigado, o CD do Pr. Weliton Santos, que despachamos para todo o Brasil. Ao doar tal valor, envie seu nome e endereço  completo para: welsi@oi.com.br

Que Deus abençoe a todos.

Pr. Weliton Santos

Contato para ministrações e louvor:(11) 99530-9258/ (11) 98136-6877

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário