sábado, 1 de setembro de 2012

O dízimo








 

A paz e a graça a todos os leitores desse humilde blog.O assunto que venho abordar é sobre o dízimo. Na realidade, o dízimo é a décima parte, ou seja, doarmos dez por cento de tudo que recebemos, como está escrito em Malaquias:

Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas.
Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação.
Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes.
E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos. 
Malaquias 3:8-11. Malaquias 3:8-11
.
  Segundo esta passagem, o homem que não devolve o dízimo para Deus é ladrão e por isso vemos na vida de muitos cristãos a miséria escancarada, pois o devorador nas finanças e na vida. Só se expulsa esse tipo de demônio quando somos dizimistas fiéis.
  
  A coisa mais esdrúxula ainda, é ver pastores passando necessidade, e a maior parte dos que passam por tais problemas, infelizmente não são dizimistas fiéis e na vida deles está o devorador. O pastor ou qualquer outro ministro do Evangelho que não devolve o dízimo tem as seguintes características: HIPÓCRITA, LADRÃO, DERROTADO E MISERÁVEL. Já ouvi muitos pastores ou pessoas envolvidas diretamente com a obra dizer que não são dizimistas pois a vida dela no altar já é um sacrifício. Sinceramente, conversa de pessoa sem compromisso com a Palavra de Deus. 

 Irmãos, principalmente você que está diretamente ligado com a obra de Deus, enquanto não devolver a Deus aquilo que é Dele, não desfrutarás as Suas bençãos e sempre serás um derrotado. 

 O dízimo e a oferta representam para os fiéis: 

 1- Expressão de amor e gratidão a Deus;
 2- Ministério para suprir as necessidades da igreja e do evangelismo;
 3- mostra a total dependência de Deus;

 Amados, não quero aqui jogar indireta para ninguém, pois sou bem direto. Entretanto, procure ver a causa da derrota em sua vida financeira, no ministério (no caso os pastores e obreiros), no seu trabalho. Peça perdão a Deus e volte a ser dizimista fiel. Como está escrito:

 E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará.
Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.
E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra;
Conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres; A sua justiça permanece para sempre.
Ora, aquele que dá a semente ao que semeia, também vos dê pão para comer, e multiplique a vossa sementeira, e aumente os frutos da vossa justiça;
Para que em tudo enriqueçais para toda a beneficência, a qual faz que por nós se dêem graças a Deus. 
2 Coríntios 9:6-11

 Você verá que em pouco tempo sua vida mudará. como está escrito:
E aqui certamente tomam dízimos homens que morrem; ali, porém, aquele de quem se testifica que vive. 
Hebreus 7:8
   Na Igreja Batista Casa de Deus - Ministério Salvador, o pré -requisito para o pastor trabalhar na obra é ser dizimista fiel, caso contrário, está fora. Creio que esse é pré-requisito de todas as igrejas sérias e que buscam a Deus de fato e de verdade.
Que Deus abençoe a todos!
  Pr. Weliton Santos 

Nenhum comentário:

Postar um comentário