segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

As Túnicas de José (parte 3)




A paz e a graça amigos leitores, como vão? Eu libero na vida de todos os amigos e seus familiares a benção de cura, transformação, libertação e nova vida em Nome do Senhor Jesus.
Vou abordar neste momento a terceira parte das túnicas de José; creio que os dois primeiros artigos sobre o assunto foram abençoados e esta terceira parte terá algo muito profético e creio que muitos que estão passando por problemas hão de abrir os olhos.

José foi lançado nu na prisão e lá teve que ser vestido. Sua roupa agora era novamente a da contenda e da humilhação, mas ele não as usou. Esperou em Deus e confiou na sua salvação. Deus era com ele ali também e o abençoou, prosperando-o. “Não importa onde você está, se é fiel a Deus, mesmo na prisão, Deus há de te abençoar. Creia em Nome de Jesus, pois és o escolhido (a) de Dele.”.

José interpretou os do padeiro e do copeiro, dizendo que o copeiro seria restituído ao seu cargo, mas que o padeiro morreria enforcado, e assim aconteceu. Ele pediu ao copeiro que falasse dele à Faraó, para que saísse da prisão, mas o copeiro se esqueceu e José ficou ali mais dois anos.
Leitor (a) ele tinha todos os motivos para ser uma pessoa traumatizada, revoltada e rebelde, e tinha todos os motivos para se desviar dos caminhos do Senhor, alegando que Deus o havia abandonado, mas não o fez. José CONHECIA O DEUS  e confiava Nele!
quantas pessoas dizem que conhecem ao Senhor e, nos momentos difíceis, quando a resposta não vem, eles blasfemam e se afastam do Altíssimo. “Se você conhece a Jeová, então confie nele!”.

Aconteceu que faraó teve dois sonhos em uma mesma noite, e os dois sonhos falavam a mesma coisa: sete vacas gordas, depois sete vacas magras que devoravam as gordas. Sete espigas graúdas e depois sete espigas de milho mirradas que devoravam as graúdas. O copeiro se lembrou de José e falou à faraó.Conforme está escrito: 

Então falou o copeiro-mor a Faraó, dizendo: Das minhas ofensas me lembro hoje:
Estando Faraó muito indignado contra os seus servos, e pondo-me sob prisão na casa do capitão da guarda, a mim e ao padeiro-mor,
Então tivemos um sonho na mesma noite, eu e ele; sonhamos, cada um conforme a interpretação do seu sonho.
E estava ali conosco um jovem hebreu, servo do capitão da guarda, e contamos-lhe os nossos sonhos e ele no-los interpretou, a cada um conforme o seu sonho.
E como ele nos interpretou, assim aconteceu; a mim me foi restituído o meu cargo, e ele foi enforcado.
Então mandou Faraó chamar a José, e o fizeram sair logo do cárcere; e barbeou-se e mudou as suas roupas e apresentou-se a Faraó.
E Faraó disse a José: Eu tive um sonho, e ninguém há que o interprete; mas de ti ouvi dizer que quando ouves um sonho o interpretas. 
Gênesis 41:9-15.

José atribuiu a interpretação dos sonhos ao Deus vivo. O que eu acho lindo é essa humildade de José; muitos homens e mulheres de Deus se gloriam dizendo que são eles que fazem os milagres e conquistam vários seguidores que mandarão futuramente para o fundo do poço e falência. Querido (a) vista-se com as túnicas da liberdade em Jesus Cristo e seja humilde, nunca se glorie, pois Deus não dá Sua glória a homens nem a imagens de escultura:

Eu sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura. 
Isaías 42:8.
Lembre-se irmãos que todo o milagre, sabedoria e libertação vem do Senhor Jesus,mediante nossa fé Nele; logo não vem de você. Por isso não se glorie e nem queira ser objeto de idolatria.
Pr. Weliton Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário