segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Raabe, uma mulher de fé

“Pela fé Raabe, a meretriz, não foi destruída com os desobedientes, porque acolheu com paz aos espias.”(Hebreus 11:31).


Raabe era uma jovem que vivia em Jericó, na época em que Israel se preparava para conquistar Canaã, sob a liderança de Josué. As notícias das pragas que destruíram o Egito, e também da maneira como o exército de Faraó se afogara no Mar Vermelho, haviam chegado à sua cidade. Todo o povo de Jericó estava amedrontado e se preparando para lutar contra Israel.


Raabe tinha a sua casa construída sobre a larga muralha de Jericó. Ela era uma prostituta cultual, o que era comum em sua época, nos países pagãos de Canaã. Era a pior forma de prostituição, pois tinha a sanção religiosa. Homens e mulheres se entregavam aos rituais imorais dos deuses pagãos da fertilidade como forma de culto aceitável. Os pais entregavam com prazer suas filhas para sacrifícios ou para esses rituais malignos e sensuais, crendo que estavam agindo da maneira mais correta e santa... Era a vida em Jericó. Apesar de tudo, a misericórdia de Deus alcançou o coração daquela jovem de Jericó. Sua cidade estava condenada. O que ela fazia era abominável diante do santo Deus de Israel...
Josué mandara dois espias para observarem a cidade e trazerem seus relatórios para ser montada uma estratégia de conquista. Dois guerreiros entraram em Jericó e pernoitaram na casa de Raabe, citada no texto bíblico apenas como “uma mulher prostituta” (Js 2.1). Ela, entretanto, os reconhece como israelitas e os esconde entre as canas do linho que havia disposto em ordem no eirado.

Quando os soldados de Jericó, a mando do seu rei, vieram à sua casa procurá-los, ela lhes diz que eles tinham se retirado dali, e que deveriam já ter transposto o vau do rio Jordão. Assim, ela livrou os espias da morte. E naquela noite memorável, Raabe abriu seu coração àqueles dois israelitas, dizendo: “Bem sei que o Senhor lhes deu esta terra, e que o pavor que infundis caiu sobre nós [...] Agora, pois, jurai-me, vos peço pelo Senhor que, assim como usei de misericórdia para convosco, também dela usareis para com a casa de meu pai; e que me dareis um sinal certo de que conservareis a vida de meu pai e minha mãe, como também a meus irmãos e minhas irmãs, com tudo o que têm e de que livrareis a nossa vida da morte.” (Js 2.9a,12-13.)
Virtudes que Raabe tinha:
1- Ela reconheceu que só o Senhor é Deus e o glorificou;
2- Acolheu aos servos do Senhor;
3- obeceu aos servos do Senhor em tudo que eles falaram;
4- Amava sua família.

Perceba amados que, Raabe já tinha um destino selado: a sua morte e de toda a sua família, pois o povo de Jericó seria destruído totalmente pelo povo de Israel por causa dos cultos pagãos e sua iniqüidade subir até os céus. Raabe nunca foi na igreja, não era de um povo escolhido por Deus, mas teve uma fé a ponto de se entregar totalmente ao Deus Vivo e salvar toda a sua casa.
Hoje em dia em nossas igrejas, a reunião pela família anda vazio, enquanto o culto de prosperidade todos vão. É o individualismo que está chegando ou já chegou nas igrejas a ponto dos homens e das mulheres deixarem de lutar pelos seus entes queridos e lutar apenas pela sua própria vida. Siga o exemplo de Raabe, que poderia sair de Jericó e ver toda sua família destruída, mas ela arriscou a sua vida pra proteger os espias e salvar a sua casa.
Ela e sua família foram salvos de maneira espetacular, quando o povo de Israel marchou sete vezes, no sétimo dia, ao redor de Jericó, e todos gritaram, e tocaram os chifres de carneiro longamente. As muralhas da cidade ruíram, ficando apenas o trecho onde estava construída a casa de Raabe, pois tinha obedecido aos espias e colocou a corda escarlata na janela. Sabe o significado dessa corda? Representa o Senhor Jesus Cristo que pode mudar a história da nossa vida e da nossa família.
Os jovens espias subiram até a sua casa e tiraram de lá, não só os pais e irmãos da jovem, mas também toda a sua parentela com seus bens. A casa estava cheia. Raabe era uma sábia “evangelista”. Ela levou a salvação a todos os seus parentes. Saíram da condenação de Jericó para as promessas da “Terra Prometida” de Israel. Ela podia sonhar, viver uma nova vida na presença de Deus juntamente com sua família.
Entretanto, Raabe e sua parentela vieram morar “fora do acampamento” do povo de Deus (Js 6:23). Mas ela não ficou ali de fora da comunhão do Deus que abraçara e aprendera a amar... Ela demonstra genuína fé, ardor e profunda gratidão por sua salvação. E, por seu testemunho aprovado, ela veio a se casar com um dos príncipes de Judá e recebeu a bênção de participar da genealogia de Jesus (Mt 1.5). O escritor da Carta aos Hebreus a colocou na galeria dos heróis da fé, mostrando sua atitude corajosa como uma demonstração de sua fé no Deus Vivo de Israel (Hb 11.31). E o apóstolo Tiago, irmão de Jesus, menciona Raabe em sua Carta (Tg 2.25), reconhecendo a sua justificação ao esconder e salvar os espias.
Veja o exemplo de Raabe e viva uma fé genuína no Senhor Jesus!
Agradecimentos ao site Lagoinha.com
No Amor,
Paistor Weliton Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário